>

Não existe aprendizado sem curiosidade

Publicado em: 4 de outubro de 2021
Por Comunicação Deputado Gilmaci Santos

Eu sou muito curioso. Creio que a vida como parlamentar me instiga a fazer perguntas, buscar por respostas, soluções, entender como funcionam os mecanismos políticos, conhecer os caminhos que podem me auxiliar a fazer o melhor trabalho pelo povo de São Paulo. E eu gosto muito de fazer esse exercício de curiosidade com a minha equipe de assessores. Sempre que posso, levanto uma questão para que eles me respondam (sem Google). Quando alguém não sabe a resposta, é automático ir pesquisar. E assim vamos aprendendo, todos juntos.

Esses dias, fiquei curioso para saber por que o ser humano tende a ser curioso, e descobri que a Ciência explica. O que ocorre é que quando ficamos curiosos, sentimos prazer. A curiosidade faz o cérebro liberar dopamina, assim, somos motivados a aprender e ficamos mais propensos a reter informações, mesmo que seja um assunto pelo qual não nos interessávamos antes. Legal isso, não é?

A Ciência destaca ainda que a curiosidade fortalece a inteligência, aumenta a energia mental e física e impulsiona um melhor engajamento, desempenho. Uma pessoa curiosa não faz perguntas apenas, ela quer saber as respostas.

Sabe aquela situação em que a criança pergunta “por que” sem parar? Pois é, ela costuma ser curiosa porque está aprendendo como as coisas funcionam. Ela fica fascinada com as descobertas, sente-se motivada, e pergunta mais e mais. Muitas vezes ficamos irritados com aquele monte de perguntas, mas o ideal é encorajá-la a perguntar. A neurocientista norueguesa May-Britt Moser, ganhadora do Nobel de Medicina em 2014 por fazer parte de um estudo que descobriu as células que nos ajudam na localização, diz que era uma criança curiosa, e que teve o privilégio de manter essa curiosidade ativa, o que a levou a alcançar seus objetivos, a ganhar o Nobel. May diz que é tudo sobre curiosidade, sobre perguntas.

Agora, vamos trazer tudo isso para o campo político, eleitoral. Será que você tem tido curiosidade suficiente para ter um voto eficaz na hora de ir às urnas? É preciso entender de que forma o seu candidato pretende proporcionar situações favoráveis para a sua cidade, seu estado, para o País. E para entender é necessário ser curioso, fazer perguntas, e buscar respostas. O seu candidato apresenta propostas com as quais você concorda? Ele tem sido fiel ao discurso que promove? Os princípios dele vão ao encontro dos seus? Fique atento ao que acontece no meio político, ao que os seus representantes eleitos têm feito. Não deixe para se envolver com esses assuntos apenas em época de eleições. Antes de exercer a sua cidadania, exerça a sua curiosidade.

Você se lembra do que leu agora há pouco? Vamos relembrar: a curiosidade fortalece a inteligência. Uma pessoa curiosa não faz perguntas apenas, ela quer saber as respostas.

Se você der o primeiro passo, fizer a primeira pergunta, vai querer saber mais e mais. Será como uma criança, mas com a vantagem de ter liberdade para encorajar a si mesmo e seguir adiante para esclarecer todas as suas dúvidas. Assim, na hora de votar você saberá quem realmente é e o que faz quem vai merecer a sua confiança nas urnas.

Mande um Whatsapp